Primeiro-ministro italiano diz a partido para intensificar campanha por referendo

ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, disse a milhares de militantes do seu partido reunidos no centro de Roma neste sábado para intensificarem a campanha a favor do referendo sobre a reforma constitucional que pode decidir seu futuro político.

A cinco semanas do referendo de 4 de dezembro sobre seu plano de reduzir o papel do Senado e cortar o poder de governos regionais, Renzi está fazendo campanha furiosamente para tentar reverter pesquisas de opinião que sugerem que ele pode perder a votação. 

"Esta é uma escolha entre o futuro e o passado", disse o premiê de 41 anos a membros do Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, em um comício na Piazza del Popolo. "É uma chance para a Itália olhar o futuro com um pouco mais de esperança."

Renzi aparece diariamente na televisão e em entrevistas de rádio para tentar reunir apoio para o referendo. Mas com o posicionamento contrário de todos os partidos de oposição, assim como uma minoria do seu próprio PD, ele tem uma tarefa difícil pela frente.

Neste mês, 25 de 26 pesquisas de opinião publicadas colocam a campanha pelo não na liderança.

(Por Gavin Jones)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos