FBI consegue mandado para analisar emails de Hillary, diz fonte

Por Mark Hosenball e John Whitesides

WASHINGTON (Reuters) - Investigadores federais norte-americanos conseguiram um mandado para examinar emails recém-descobertos relacionados ao servidor privado de Hillary Clinton, disse no domingo uma fonte próxima à questão, enquanto um importante democrata acusou o diretor do FBI de infringir a lei ao tentar influenciar a eleição presidencial.

O mandado autoriza a Agência Federal de Investigação (FBI) a examinar os emails e ver se as correspondências eletrônicas são relevantes para sua investigação sobre o servidor privado de emails usado para trabalhos governamentais por Hillary, candidata presidencial democrata, enquanto ela servia como secretária de Estado de 2009 a 2013.

O diretor do FBI, James Comey, recebeu grande pressão de democratas no domingo para divulgar rapidamente detalhes dos emails, à medida que aliados de Hillary temem que uma controvérsia prolongada possa se estender para além da eleição de 8 de novembro e prejudicar a transição de Hillary caso seja eleita presidente.

O líder democrata no Senado, Harry Reid, enviou uma carta a Comey no domingo sugerindo que ele teria violado uma lei que proíbe o uso de uma posição governamental federal para influenciar uma eleição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos