Três soldados turcos e 13 militantes do PKK morrem em confrontos

DIYARBAKIR, Turquia (Reuters) - Três soldados da Turquia e 13 militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) morreram nesta segunda-feira em confrontos no sudeste turco de maioria curda, disseram fontes de segurança.

As tropas turcas realizavam uma operação no distrito de Daglica, situado na província de Hakkari, que faz fronteira com o Iraque, quando os combates irromperam, deixando três soldados e quatro militantes mortos, relataram as fontes, acrescentando que um soldado também ficou ferido.

Nove outros militantes do PKK morreram e quatro ficaram gravemente feridos em uma operação em Hisar, uma região de Hakkari, disseram as fontes de segurança.

Mais cedo neste mês, os militares turcos afirmaram que um total de 463 militantes foram mortos em operações militares na província de Hakkari.

Uma operação está sendo realizada na região para extirpar os insurgentes com apoio aéreo e da gendarmaria, segundo as fontes.

O sudeste da Turquia vem sendo assolado pela violência desde o colapso de um cessar-fogo de dois anos e meio entre o Estado e o PKK em julho do ano passado. Durante as operações de segurança da semana passada, 28 militantes do PKK foram "neutralizados", informou o Ministério do Interior nesta segunda-feira.

(Por Tuvan Gumrukcu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos