Documentos mostram obsessão do Estado Islâmico com regras de conduta

Por Babak Dehghanpisheh e Michael Georgy

ZARQA/SHURA, Iraque (Reuters) - Depois que o Estado Islâmico conquistou vilarejos no norte do Iraque, descreveu em minúcias as regras de seu autoproclamado califado, desde o tamanho das barbas até diretrizes para fazer mulheres de escravas sexuais.

Documentos e pôsteres do grupo obtidos em vilarejos capturados por forças iraquianas sublinham o sistema de comando rígido e abrangente dos militantes, que se deram um enorme trabalho para explicar sua filosofia extremista.

Os documentos e outros materiais, impressos com logotipos do Estado Islâmico, foram encontrados pela Reuters em escritórios usados pelos radicais até alguns dias atrás.

Membros das forças iraquianas disseram à Reuters que os documentos pertenciam ao Estado Islâmico, embora não tenha sido possível verificá-lo de maneira independente.

Forças de segurança do Iraque e combatentes curdos peshmerga tomaram vários vilarejos e cidades durante uma ofensiva contra Mosul, cidade do norte que é o último bastião do Estado Islâmico no país.

Quando os militantes assolaram o norte iraquiano em 2014, anunciaram um califado que atraiu alguns sunitas como eles que se sentiam marginalizados pelo governo central, liderado por muçulmanos xiitas.

Mas esse apelo diminuiu à medida que o Estado Islâmico passou a colocar seu pensamento medieval em prática através da força bruta, decapitando qualquer pessoa vista como oponente.

Pôsteres, panfletos e documentos brilhantes e coloridos enfatizaram o grande empenho do grupo em ditar o que é o comportamento islâmico apropriado para os cidadãos de seu califado.

Violações das regras levavam a punições, como ser açoitado em público ou arrastado a Mosul para ser executado, de acordo com vários moradores de vilarejos que escaparam recentemente de áreas controladas pelo Estado Islâmico.

Um encarte verde do tamanho de uma carteira de documentos delineia as diretrizes para se orar apropriadamente e mostra um menino fazendo abluções. "Lave seus pés dos dedos para os calcanhares", diz o texto.

Um panfleto de cinco páginas com imagens de braceletes de ouro, anéis de diamantes e trigo na capa dá instruções sobre como dar esmolas, uma obrigação, segundo o islã. Não fazê-lo incorre uma penalidade.

Ao contrário da Al Qaeda, sua antecessora no Iraque, o Estado Islâmico criou um nome no mundo jihadista se tornando o primeiro grupo militante a capturar porções de terra significativas no Oriente Médio, mantê-las e depois estabelecer uma administração.

Mas os ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos visando líderes do grupo e suas fontes de renda estão representando um golpe contundente no califado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos