Multiplan vê cenário favorável para aquisições e está atenta a oportunidades

SÃO PAULO (Reuters) - A administradora de shopping centers Multiplan avalia que o cenário macroeconômico no Brasil ainda é difícil, mas favorável a companhias com capacidade de fazer aquisições, afirmou o presidente da empresa, José Isaac Peres.

Em teleconferência com analistas sobre o resultado do terceiro trimestre, o executivo afirmou que a Multiplan se insere nesse cenário, apoiada entre outros fatores pela cautela que sempre adotou para contrair dívida. "Nós seguimos atentos a outras oportunidades de aquisição... espero fazer em breve novo anúncio de aquisição de novas participações."

O executivo afirmou que existem empresas que os procuram permanentemente, vendendo a companhia inteira, mas que ele é "mais valente" para comprar projetos, empreendimentos e unidades avulsos e sobretudo participação nos shoppings da sua rede.

A Multiplan anunciou na véspera a conclusão da aquisição de participações no BarraShopping, no Rio de Janeiro, e no MorumbiShopping em São Paulo, pelo valor total de 495,9 milhões de reais, elevando suas fatias nos empreendimentos.

Na visão de Peres, em momento de crise como o atual é mais interessante comprar ativos consolidados do que fazer novos empreendimentos (greenfield). "Mas isso vai voltar a partir de 2017 e 2018 quando o Brasil voltar a se recuperar", disse.

A Multiplan também não descarta elevar seu nível de endividamento para fazer frente a eventuais novos investimentos em aquisições ou novos empreendimentos. O terceiro trimestre encerrou com a relação dívida líquida/Ebitda de 2,4 vezes.

De acordo com o presidente da companhia, o nível de conforto para a alavancagem da empresa é até 3 vezes. Mas, segundo ele, não significa que a Multiplan não possa aproveitar oportunidades que vislumbrar. "De 3 vezes até 4 vezes, que é o covenant mais baixo de endividamento, tem um espaço grande para poder aproveitar oportunidades."

A companhia divulgou na segunda-feira à noite lucro líquido de 58,03 milhões de reais no terceiro trimestre, queda de 0,9 por cento sobre a mesma etapa do ano passado, afetada por aumento das despesas operacionais.

A receita líquida de julho a setembro, porém, subiu 2,8 por cento, para 270,07 milhões de reais, com a receita com locação avançando 7 por cento e a com estacionamento, 7,5 por cento.

O diretor vice-presidente financeiro e de relações com investidores, Armando d'Almeida Neto, citou na teleconferênca que vê uma estabilização na piora em relação a descontos em locações, e destacou que o aumento de vendas é muito importante para que se firme o sinal de melhora.

Nesse sentido, a Multiplan, de acordo com o executivo, está fazendo esforços para que as vendas de Natal em seus shopping centers sejam melhores este ano do que em 2015 e veem a mudança no comando do país como um relevante suporte.

Peres se disse bastante satisfeito com as medidas do atual governo, devolvendo expectativas de crescimento do país, conforme caminha na direção de ajuste fiscal, economia de mercado e privatização. "Nós, Multiplan, estamos muito mais otimistas com o nosso país", afirmou.

Por volta das 12:50, as ações da Multiplan caíam cerca de 3 por cento, a 62,14 reais na bolsa paulista, enquanto o Ibovespa perdia cerca de 1 por cento. No ano, os papéis acumulam alta de mais de 65 por cento.

(Por Paula Arend Laier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos