Petrobras reduz subsídios ao botijão de gás; vê impacto de R$0,20/unidade na média

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras informou nesta terça-feira que alterou os contratos de fornecimento de GLP (gás de cozinha) com as distribuidoras para melhor refletir custos de logística que tipicamente deveriam ser cobertos por elas, mas que eram suportados pela companhia.

"Na prática, está se reduzindo subsídios às distribuidoras de GLP. É um movimento semelhante ao que foi realizado há dois anos para os contratos de fornecimento de diesel e gasolina", disse a estatal em nota, acrescentando que impacto estimado sobre os preços do botijão de 13 kg (uso residencial) é de 0,20 real por unidade, na média do país.

De acordo com cálculos internos da Petrobras, o impacto máximo, desconsiderando a média nacional, não ultrapassará 0,70 real por botijão nos preços cobrados pela estatal às distribuidoras, segundo a nota.

(Por Roberto Samora)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos