Samsung deve usar crise como oportunidade, diz presidente

SEUL (Reuters) - O presidente-executivo da Samsung Electronics, Kwon Oh-hyun, disse nesta terça-feira que a gigante sul-coreana precisa melhorar, conforme se recupera da custosa retirada do mercado do smartphone Galaxy Note 7.

Sem fazer referência direta aos casos em que unidades do aparelho pegaram fogo ou explodiram, o executivo afirmou por meio de comunicado que os funcionários da Samsung devem olhar para trás e se perguntar se foram complacentes com o trabalho.

"Temos um longa história de superação de crises”, afirmou Kwon. "Vamos usar essa crise como uma chance para dar outro salto ao reavaliarmos e melhorarmos completamente como trabalhamos, como pensamos inovação e nossa perspectiva dos clientes", completou.

Na semana passada, a líder mundial em smartphones e rival da Apple informou que tem como meta se recuperar rapidamente do recall do Note 7, realizado em outubro. O problema levantou preocupações sobre os sistemas de controle de qualidade da Samsung, bem como derrubou o lucro da divisão de aparelhos móveis para o nível mais baixo em quase oito anos. Até o momento, ninguém na companhia foi responsabilizado publicamente.

A Samsung está expandindo das investigações em torno dos problemas que levaram ao recall do Note 7 para além da bateria, enquanto se esforça para esclarecer o que pode ter sido um dos piores fracassos na história da indústria de tecnologia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos