Atividade industrial da zona do euro cresce em outubro no maior ritmo em quase 3 anos

LONDRES (Reuters) - A atividade manufatureira da zona do euro acelerou o crescimento em outubro para o ritmo mais rápido em quase três anos e pressões inflacionárias mostraram sinais adicionais de recuperação, de acordo com pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta quarta-feira.

Os resultados serão bem-recebidos pelo Banco Central Europeu, que tem lutado para elevar o crescimento e a inflação apesar de anos de política monetária ultrafrouxa.

A leitura final do PMI de indústria para a zona do euro subiu para 53,5 em outubro, máxima em 33 meses, ante 52,6 em setembro e 53,3 na estimativa preliminar - confortavelmente acima da marca 50 que divide crescimento de contração.

"O setor manufatureiro da zona do euro fez um começo positivo do último trimestre. A base ampla da aceleração do crescimento sinalizado pelo PMI foi especialmente agradável", disse o economista sênior da IHS Markit Rob Dobson.

As novas encomendas cresceram no maior ritmo em 2 anos e meio mesmo com a alta nos preços pela primeira vez em mais de um ano. O índice de preços na produção ficou em 50,8, máxima em 16 meses e acima dos 50 pela primeira vez desde agosto do ano passado. Em setembro, havia ficado em 49,9.

(Reportagem de Jonathan Cable)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos