Igreja do Mississippi é queimada e vandalizada com mensagem "Vote em Trump"

Por Therese Apel

JACKSON, EUA (Reuters) - Uma igreja frequentada por pessoas negras no Mississipi foi queimada e teve a mensagem "Vote em Trump" escrita nela com tinta spray, disseram autoridades nesta quarta-feira, enquanto o FBI declarou que estava examinando o incidente, que ocorre uma semana antes das eleições presidenciais norte-americanas.

Ninguém ficou ferido no fogo do fim da terça-feira na Igreja Batista Missionária Hopewell, em Greenville, e a causa do incêndio ainda não foi determinada, disse Ruben Brown, comandante dos bombeiros de Greenville, numa entrevista por telefone. Brown afirmou que a igreja havia sido muito danificada pelo fogo.

Igrejas frequentadas por negros no sul dos Estados Unidos são há muito tempo uma base de apoio para o Partido Democrata.

"Nós achamos que a mensagem na igreja é intimidatória", disse Delando Wilson, chefe de polícia, à imprensa. "Ela tenta impor as suas opiniões sobre alguém, e essa é uma igreja predominantemente de negros, e ninguém tem o direito de tentar influenciar como alguém vota nesta eleição."

Durante o movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos nos anos 1960, igrejas do sul frequentadas por negros foram alvos de ataques incendiários e com bomba por supremacistas brancos.

A cidade de cerca de 33 mil pessoas fica 160 km a noroeste de Jackson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos