Líder do Estado Islâmico promete vitória em Mosul mesmo com avanço de tropas do Iraque

Por Maher Chmaytelli e Dominic Evans

BAGDÁ (Reuters) - Mesmo tendo tropas do Iraque combatendo dentro de seu bastião de Mosul, o líder do Estado Islâmico conclamou seus seguidores a lutarem até a morte no que disse ser uma guerra contra o islã xiita, "cruzados" ocidentais e países sunitas "apóstatas" como Turquia e Arábia Saudita.

Expressando confiança na vitória, apesar da ampla aliança de forças iraquianas e internacionais congregadas contra alguns poucos milhares de militantes do Estado Islâmico em Mosul, Abu Bakr al-Baghdadi pediu aos jihadistas que "causem estragos".

Ele também os exortou a atacar Turquia e Arábia Saudita, potências muçulmanas sunitas regionais que afirmou terem entrado na guerra contra o Estado Islâmico.

"Esta batalha feroz e esta guerra total, e a grande jihad que o Estado do Islã está realizando hoje, só aumentam nossa crença firme, se Deus quiser, e nossa convicção de que tudo isso é um prelúdio da vitória", disse Baghdadi em uma gravação de áudio divulgada por apoiadores na internet nesta quinta-feira.

Tropas regulares e forças especiais do Iraque, milícias xiitas, combatentes curdos peshmerga e outros grupos apoiados por ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos iniciaram há duas semanas uma campanha para recapturar Mosul.

Retomar a segunda maior cidade do país marcaria a derrota da vertente iraquiana de um califado transfronteiriço que Baghdadi proclamou do púlpito de uma mesquita de Mosul dois anos atrás. O Estado Islâmico também ocupa grandes porções da vizinha Síria.

Em sua primeira mensagem de áudio em quase um ano, Baghdadi pediu à população da província de Nínive, onde Mosul se situa, que "não enfraqueça na jihad" contra os "inimigos de Deus".

Ele também conclamou os combatentes suicidas do grupo a "transformar as noites dos descrentes em dias, a causar estragos em sua terra e fazer seu sangue escorrer como rios".

Dirigindo-se àqueles que podem cogitar fugir, ele disse: "Saibam que o valor de ficar em sua terra com honra é mil vezes melhor do que o preço de recuar envergonhado".

A localização exata de Baghdadi, um iraquiano cujo nome verdadeiro é Ibrahim al-Samarrai, não está clara. Há relatos de que ele pode estar na própria Mosul ou em terras ocupadas pelo Estado Islâmico a oeste da cidade, perto da fronteira com a Síria.

Não foi possível verificar de imediato a autenticidade da gravação de 31 minutos, mas a voz e o estilo lembram muito aqueles de discursos anteriores de Baghdadi.

A gravação pareceu recente, já que se concentra na ofensiva contra Mosul, embora Baghdadi não a tenha mencionado pelo nome.

Mosul ainda tem uma população de 1,5 milhão de habitantes, muito mais do que quaisquer das cidades capturadas pelo Estado Islâmico dois anos atrás no Iraque e na vizinha Síria.

(Reportagem adicional de Ahmed Tolba e Mostafa Hashem, no Cairo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos