Torcedores do Chicago Cubs festejam fim de jejum de 108 anos no beisebol

Por Timothy Mclaughlin e Kim Palmer

CHICAGO/CLEVELAND (Reuters) - Torcedores radiantes do Chicago Cubs saíram de bares, restaurantes e festas com telões em toda a cidade na madrugada desta quinta-feira para comemorar a primeira conquista nacional de seu amado time de beisebol em 108 anos.

O Cubs, conhecido há tempos na primeira divisão da liga de beisebol dos Estados Unidos como "Adoráveis Perdedores", viveu um dos períodos mais longos do esporte profissional mundial sem títulos, e seus torcedores sofreram junto com a equipe, aguentando décadas de decepções.

Mas nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, o defensor de terceira base do Cubs Kris Bryant apanhou uma bola rasteira e lançou para a primeira base, fechando em 8 a 7 uma partida eletrizante com entrada extra contra o Cleveland Indians.

"Inacreditável. Passamos muito tempo esperando por isto. Só para estar perto de todos para ver isto. Isto é beisebol perfeito", disse Greg Kojak, de 36 anos, vendo uma televisão através de uma porta de vidro de um restaurante próximo de Wrigley.

Wrigleyville, o bairro ao redor do estádio do Cubs, o Wrigley Field, concentrou as festas de milhares de torcedores que comemoraram gritando e saltando quando a última eliminação foi registrada. Fogos de artifício iluminaram o céu enquanto os fãs lançavam jatos de cerveja e champanhe.

Em Cleveland, torcedores abatidos que não veem o time da casa vencer desde 1948 ficaram se perguntando o que deu errado.

"Foi um jogo de altos e baixos", disse Alayna Fodor-Gopal, que torce para o Indians. "E eu sou de Cleveland, então sempre há o próximo ano".

Como o Boston Red Sox, que lutou contra a chamada "Maldição do Bambino" depois de negociar o lendário rebatedor Babe Ruth em 1920 com seu arquirrival New York Yankees, o Cubs tinha sua própria história de azar: a "Maldição Billy Goat".

Em 1945, o proprietário da Taverna Billy Goat, Billy Sianis, teria sido solicitado a ir embora de Wrigley porque o cheiro de seu bode estava incomodando outros clientes.

Reza a lenda que Sianis jurou que o Cubs jamais voltaria a vencer, e o time teve que esperar até este ano para finalmente voltar à elite do beisebol do país.

"Não existe mais maldição agora, o bode é passado", disse o torcedor Rodrigo Gonzales, de 24 anos, momentos após o final da partida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos