Em comício de Hillary, Obama repreende multidão por vaias a apoiador de Trump

Roberta Rampton

Em Fayetteville

  • Gerry Broome/AP

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, criticou os partidários da candidata presidencial democrata Hillary Clinton em um comício na Carolina do Norte nesta sexta-feira, quando as tensões se agravaram devido a um simpatizante do republicano Donald Trump que se levantou e começou a gritar.

Obama foi interrompido quando um homem branco, de cabelos brancos, usando uma boina e jaqueta que parecia militar, se levantou com um sinal de Trump e começou a gritar. Ele foi rapidamente abafado por gritos e vaias da multidão, que era predominantemente formada por negros.

Obama disse repetidamente às pessoas que lotavam um ginásio da Universidade Estadual de Fayetteville para "se concentrarem" e "acalmarem".

"Todo mundo se senta e fica quieto por um segundo!", afirmou Obama. "Vocês têm aqui um cavalheiro mais velho que está apoiando seu candidato", disse ele, enquanto o manifestante era levado embora do local.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos