Polícia começa a desmontar campo de imigrantes de Paris que cresceu após Calais

Por Matthias Blamont e Cyril Camu

PARIS (Reuters) - A polícia da França começou a retirar nesta sexta-feira milhares de imigrantes de um campo ilegal do nordeste de Paris onde o número de ocupantes disparou após o fechamento do imenso campo da cidade portuária de Calais conhecido como "Selva" na semana passada.

Os policiais chegaram ao amanhecer, disse um repórter da Reuters no local. Eles escoltaram os imigrantes, espalhados por uma vastidão de barracas e colchões onde a quantidade de pessoas dormindo ao relento cresceu e chegou a até 3 mil nos últimos dias, a dezenas de ônibus.

A porta-voz da prefeitura parisiense disse que os imigrantes --muitos saídos de países assolados por guerras, como Afeganistão e Sudão-- serão transferidos para centros de acolhimento dentro e nos arredores da capital francesa enquanto aguardam o processamento dos pedidos de asilo.

"A operação de retirada está correndo tranquilamente até agora", disse ela, acrescentando que todos os imigrantes serão retirados nesta sexta-feira. Cerca de 600 policiais foram enviados ao local.

O total estimado de cerca de 3 mil pessoas no campo de Paris é aproximadamente o dobro do que era só uma semana atrás, quando a "Selva" foi desocupada e demolida.

Um jornalista da Reuters no local, situado nas cercanias de um canal e uma ponte de trem intermunicipal perto da estação de metrô Stalingrad, disse que três ônibus partiram às 8h locais em meio a vivas, aplausos e, em alguns casos, gritos de solidariedade com os imigrantes. Cerca de 80 ônibus estavam presentes.

"Temos os meios para evacuar até 4 mil se necessário", disse a ministra francesa da Habitação, Emmanuelle Cosse, à televisão France 2.

No começo desta semana, a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, exortou o governo a liberar o campo por se tratar de uma questão urgente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos