Uber vai sozinho buscar expansão no Sudeste Asiático

Por Faith Hung

TAIPÉ (Reuters) - O Uber vai concentrar-se no crescimento orgânico, enquanto expande seu alcance para os mercados do Sudeste Asiático, disse um vice-presidente sênior à Reuters na sexta-feira.

A empresa também quer trabalhar com o governo de Taiwan para um ambiente regulatório que permita o compartilhamento de viagens, disse David Plouffe, vice-presidente sênior de política e estratégia da Uber, em entrevista.

O Uber enfrenta crescente concorrência no Sudeste Asiático, como o Gojek na Indonésia. Analistas dizem que a competição pode levar o Uber a tentar comprar alguns rivais.

"Preferimos construir e ter sucesso por conta própria e esse é o nosso foco", disse Plouffe, recusando-se a comentar perguntas sobre os planos de captação de recursos.

Enquanto a concorrência cresce em outras partes da Ásia, o Uber enfrenta desafios em Taiwan, refletindo o escrutínio legal e regulatório que já acontece em outras partes do mundo.

Taiwan pediu ao Uber que pague um imposto sobre vendas estimado pela mídia local em cerca de 6,4 milhões de dólares.

A Comissão de Investimento de Taiwan considerou banir o Uber, avaliando que a empresa se apresentou como uma plataforma tecnológica de internet, em vez de um serviço de transporte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos