Cidades da Califórnia veem chance para faturar com maconha

SAN FRANCISCO (Reuters) - Californianos devem aprovar uma medida no dia das eleições legalizando a maconha recreativa, e o horizonte tem cidades e condados enxergando sinais de dólar.

A proposição 64 fixaria tributos estatais sob o cultivo e a venda da maconha. Mas também permitiria à jurisdição local acrescentar tributos próprios, algo que muitas cidades e condados disseram que pretendem fazer.

Economistas alertam que colocar impostos e taxas em uma indústria nascente pode ser um tiro no pé, estimulando o mercado negro e empurrando o negócio da maconha para cidades onde a operação é mais barata. Para muitas autoridades em toda a Califórnia, no entanto, a promessa de uma nova receita para preencher furos no orçamento e financiar serviços é muito sedutora para ser descartada.

Mais de 60 medidas de maconha local irão aparecer em votos por toda a Califórnia na eleição de terça-feira. Em Monterey, condado pitoresco ao longo da costa central do estado, autoridades dizem que novas taxas e impostos sobre a maconha, caso aprovados, podem trazer 30 milhões de dólares, quase o dobro do déficit de orçamento do condado, de 16 milhões de dólares.

(Reportagem de Robin Respaut)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos