Itália liga tráfico de pessoas a militantes após prisão de sírio

MILÃO (Reuters) - A autoridade fiscal da Itália afirmou ter encontrado uma relação clara entre tráfico de pessoas e militantes após ter detido um homem sírio, que alega ser um membro do grupo al-Nusra, que entrou na Itália em um barco de imigrantes.

Uma série de ataques fatais feitos por militantes na Europa no último ano geraram um debate de como lidar com o fluxo de centenas de milhares de refugiados e outros imigrantes impulsionados pelas guerras civis na Síria, Iraque e Líbia.

"A operação de hoje é uma das poucas investigações que estabelecem ligação direta entre pessoas que planejam o tráfico de imigrantes e organizações terroristas islâmicas", disse a autoridade em comunicado neste sábado.

O homem chegou à costa da Calábria, sul da Itália, em setembro de 2014, segundo o comunicado da polícia.

Nos últimos três anos, mais de 470 mil imigrantes, especialmente da África subsaariana, chegaram à Itália de barco. Pelo menos 3.750 morreram só neste ano, durante a travessia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos