Polícia de Hong Kong usa spray de pimenta em protesto

HONG KONG (Reuters) - A polícia de Hong Kong disparou spray de pimenta contra manifestantes neste domingo, quando centenas de ativistas se reuniram fora do escritório do representante de Pequim no território contra a iminente intervenção legal do governo central para conter um incipiente movimento de independência.

Pequenas rixas estouraram quando alguns manifestantes lançaram garrafas na polícia. Pelo menos um manifestante foi preso. Cerca de 20 manifestantes foram atingidos com spray de pimenta.

De acordo com o Senado, um comitê do parlamento da China, o Congresso Nacional do Povo, deve impedir que os legisladores recém eleitos, Yau Wai-ching, de 25 anos, e Baggio Leung, de 30 anos, tomem posse.

O par desencadeou um debate feroz quando eles prometeram lealdade à "nação de Hong Kong" e exibiram uma bandeira de "Hong Kong não é China" durante uma cerimônia de tomada de posse do conselho legislativo da cidade em outubro. Seus juramentos não foram aceitos e seu direito de retomá-los está sendo contestado nos tribunais locais pelo governo de Hong Kong.

(Reportagem de Venus Wu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos