Petrobras e YPFB investirão US$1,2 bi em exploração de gás na Bolívia

LA PAZ (Reuters) - A Petrobras e a estatal boliviana YPFB Chaco assinaram um acordo de investimentos de 1,2 bilhão de dólares para exploração de duas áreas de gás natural com reservas potenciais de 4 trilhões de pés cúbicos, disse o governo da Bolívia nesta segunda-feira.

Os projetos envolvidos no acordo são os de Astilleros e San Telmo, ambos ao sul da Bolívia.

A YPFB tem uma participação de 40 por cento em San Telmo, enquanto a Petrobras tem 60 por cento. Em Astilleros, a Petrobras tem 40 por cento e a YPFB tem 60 por cento.

O contrato é de 40 anos e a expectativa é que os dois projetos estejam produzindo gás em 2022.

"Se for bem-sucedido, o projeto poderia produzir 14 milhões de metros cúbicos por dia", disse o ministro.

A notícia surge no âmbito de um acordo assinado há 20 anos, que prevê o fornecimento de gás boliviano para o Brasil até 2019.

"Com esses investimentos, nós garantimos estender o contrato de compra e venda de gás para o Brasil além de 2019", disse Sanchez.

(Por Daniel Ramos)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos