Atacante uruguaio Cavani quer enfrentar Equador em eliminatórias da Copa do Mundo

MONTEVIDÉU (Reuters) - Mesmo lesionado, o atacante Edinson Cavani, do Paris Saint-Germain, recusou uma proposta de ficar na França para se recuperar de uma lesão na coxa e está lutando para entrar em forma para a partida do Uruguai contra o Equador, em casa, por uma vaga na Copa do Mundo, disse o técnico da seleção uruguaia, Óscar Tabárez, na segunda-feira.

O jogador de 29 anos saiu mancando pouco depois de marcar um gol no primeiro tempo da vitória de 4 x 0 do PSG sobre o Stade Rennais no domingo, mas Tabárez tem esperança de tê-lo à disposição para o confronto de quinta-feira em Montevidéu, já que tomografias iniciais se mostraram promissoras.

"Ele sentiu alguma dor durante a partida em que jogou. Não foi quando fez o gol, mas algum tempo antes", disse o treinador a repórteres.

"Houve algum contato ou alguma sugestão do pessoal do Paris Saint-Germain de fazer a recuperação lá, e o jogador recusou completamente".

O Uruguai é o segundo de seu grupo, um ponto atrás do líder Brasil, na chave de 10 times sul-americanos, na qual os quatro primeiros colocados têm lugar garantido na Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Tabárez, porém, está ciente do desafio representado pelo Equador, que está em terceiro e derrotou os uruguaios por 2 x 1 no embate do ano passado.

"Não será fácil, não é? Nestas eliminatórias o Equador fez muitos pontos fora de casa, mais de 50 por cento".

        

(Da Reuters TV)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos