Manifestantes invadem Assembleia do Rio em protesto contra pacote de austeridade

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Manifestantes contrários ao pacote de austeridade lançado pelo governo do Rio de Janeiro na semana passada invadiram a Assembleia Legislativa (Alerj) nesta terça-feira e promoveram depredações.

A invasão ocorreu à tarde, após algumas tentativas. Centenas de manifestantes entraram nas galerias e no plenário da Alerj e o microfone foi usado para protestos. Portas, janelas e bebedouros foram depredados, antes de os manifestantes decidirem deixar o local.

O presidente da Alerj, Jorge Picciani, condenou a invasão, classificada por ele como um crime e um desrespeito ao Estado democrático de direito.

Desde cedo, servidores da área de segurança faziam um ato em frente à Assembleia Legislativa, provocando o fechamento de ruas próximas, no centro da cidade. Eles usavam carros de som, faixas e cartazes e, rapidamente, conseguiram adesões de outras categorias do funcionalismo.

"O impeachment do governador tem que ser discutido depois disso tudo", disse a jornalistas o ex-comandante da PM Ubiratan Angelo.

O presidente do sindicato dos delegados da Polícia Civil do Rio, Rafael Barsia, acrescentou: "Nós não aceitamos dividir com o governo uma conta que não é nossa".

Nesta terça feira, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, está em Brasília participando de uma reunião de governadores e pedindo ajuda financeira ao governo federal, que na véspera bloqueou as contas do Estado por inadimplência.

Os servidores estaduais são contra o pacote de austeridade que prevê, além de aumento de impostos e extinção de programas sociais, um aumento na contribuição previdenciária de 11 para 30 por cento.

Os mais de 20 projetos de lei do pacote devem ser votados ainda este ano e, apesar do clima de hostilidade, o governo tem uma bancada ampla na Alerj.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos