Renan diz que não haverá convocação do Congresso em janeiro

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), negou nesta terça-feira que esteja considerando convocar o Legislativo durante o recesso parlamentar.

Ao rejeitar a possibilidade, Renan reafirmou que o Congresso cumprirá seus compromissos e que está mantido o calendário de votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um teto para os gastos públicos. Segundo ele, a PEC deve ser promulgada no dia 15 de dezembro.

“A imprensa tem noticiado, não é verdade que estamos considerando convocar o Congresso Nacional... Não é verdade, nós não vamos convocar o Congresso Nacional”, disse Renan.

Segundo notas publicadas na imprensa, o governo teria a expectativa de uma autoconvocação do Congresso para acelerar a análise da reforma da Previdência, ainda não enviada para o Legislativo.

Com a declaração desta terça-feira, ele sinaliza, ao menos por ora, que a possibilidade não o agrada.

Renan disse que vai se reunir com o presidente da República, Michel Temer, às 13h.

(Por Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos