Ativos de emergentes recuam com vitória de Trump nos EUA

LONDRES (Reuters) - Os ativos de mercados emergentes caíam de forma generalizada nesta quarta-feira, com as ações atingindo mínimas de três anos e os spreads de títulos crescendo após o republicano Donald Trump vencer a eleição presidencial nos Estados Unidos.

O índice acionário de emergentes do MSCI chegou a recuar 3,25 por cento, atingindo o nível mais baixo em pouco mais de três meses.

O peso mexicano, considerado um termômetro do mercado sobre a Presidência de Trump, enfraqueceu mais de 13 por cento e chegou à mínima recorde de 20,77 pesos por dólar, antes de reduzir as perdas e ser negociado com queda de cerca de 9,3 por cento, a 20,015 pesos por dólar.

(Reportagem de Karin Strohecker)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos