Argentina evita falar sobre crise mas má fase preocupa jogadores e técnico

Por Andrew Downie

SÃO PAULO (Reuters) - O técnico da seleção argentina, Edgardo Bauza, não se deixou abater após a derrota na quinta-feira por 3 x 0 para o Brasil pelas eliminatórias da Copa do Mundo, no quarto jogo consecutivo sem uma vitória, mas prometeu que sua equipe ainda irá se classificar para o Mundial da Rússia, em 2018.

"Ainda temos muito a fazer antes das eliminatórias acabarem", disse após a vitória fácil do Brasil em Belo Horizonte. "Sabemos que a classificação ainda depende do que formos fazer."

"O jogo contra a Colômbia será diferente", disse Bauza sobre a partida da semana que vem. A seleção colombiana está em terceiro lugar na eliminatória.

A Argentina está em sexto lugar, com 16 pontos após 11 jogos. Somente os quatro primeiros times se classificam automaticamente para a Copa de 2018, enquanto o quinto colocado disputa vaga com o vencedor da Oceania.

Bauza vem sendo duramente criticado após somente uma vitória em cinco jogos no comando da seleção, enquanto seus jogadores terão que responder por terem sido ofuscados pelos gols de Neymar, Philippe Coutinho e Paulinho.

Lionel Messi voltou de três jogos fora por lesão, mas passou grande parte da partida anônimo, e houve pouca participação dos atacantes Gonzalo Higuaín e Ángel Di María.

"Estamos mais do que cientes que precisamos mudar muito. De todos os pontos negativos, o positivo é que dependemos de nós mesmos, mas não podemos entregar mais pontos", disse Messi.

O jornal esportivo argentino Olé chamou a performance de "catástrofe" e definiu o time como uma "roleta russa".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos