CCR vai manter plano de expansão nos EUA, diz executivo

SÃO PAULO (Reuters) - A CCR vai manter os planos de expansão nos Estados Unidos, mesmo com a surpreendente eleição do republicano Donald Trump na eleição presidencial desta semana, disse um executivo da companhia.

"Por enquanto nada muda", disse à Reuters o diretor de negócios da CCR, Ricardo Bisordi, após encontro com Investidores e analistas.

A CCR comprou em 2015 a TAS, marcando sua entrada na operação de aeroportos nos EUA. Logo em seguida criou uma subsidiária local, a CCR USA Airport.

No encontro desta sexta-feira com investidores, executivos da CCR afirmaram que a empresa hoje analisa 25 projetos no setor aeroportuário no país.

A eleição de Trump, que durante a campanha eleitoral exerceu uma retórica de protecionismo do mercado norte-americano, tem preocupado investidores, especialmente os de fora do país. Segundo Bisordi, no entanto, a CCR constituiu uma subsidiária nos EUA justamente para ser percebida como empresa local.

"E o próprio Trump durante a campanha falou bastante da necessidade de melhorar os aeroportos do país; isso pode ser até bom para nós", disse Bisordi à Reuters.

(Reportagem de Aluísio Alves)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos