Órgão da Fifa recomenda banimento vitalício para ex-vice-presidente Hawit

ZURIQUE (Reuters) - A câmara de investigação do Comitê de Ética da Fifa pediu nesta sexta-feira que o ex-dirigente de Honduras Alfredo Hawit Banegas seja banido de modo vitalício do futebol por suposto recebimento de pagamentos ilegais de companhias de marketing esportivo.

Hawit, ex-vice-presidente da Fifa e secretário-geral da Associação de Futebol Hondurenha, se declarou culpado em abril em tribunal federal norte-americano por esquemas de subornos descobertos em investigação dos EUA sobre corrupção na entidade.

Em comunicado nesta sexta-feira, a órgão da Fifa disse que Hawit merece um banimento vitalício por supostamente violar regras de conduta da Fifa, assim como proibições de suborno e corrupção.

O caso agora segue para outra câmara do Comitê de Ética.

(Reportagem de John Miller)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos