Rússia diz que rebeldes usaram armas químicas em Aleppo contra Exército sírio

MOSCOU (Reuters) - O Ministério da Defesa russo informou nesta segunda-feira que rebeldes no leste de Aleppo usaram armas químicas contra o Exército sírio e que cerca de 30 soldados foram alvos do ataque, relatou a agência de notícias Tass.

O ministério disse, segundo a Tass, que o ataque ocorreu na noite de domingo e que a maior parte dos soldados sírios afetados foram levados a um hospital em Aleppo.

A Rússia vem ajudando o presidente Bashar al-Assad a tentar retomar controle total de Aleppo, mas suspendeu ataques aéreos contra alvos rebeldes dentro da cidade por ora.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse na sexta-feira que queria que a Organização para Proibição de Armas Químicas (OPCW) enviasse urgentemente uma missão a Aleppo, dizendo ter evidências de que rebeldes da oposição síria usaram armas químicas no local em um ataque isolado.

(Reportagem de Vladimir Soldatkin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos