Tóquio e Seul assinam acordo de compartilhamento de inteligência sobre Coreia do Norte

TÓQUIO (Reuters) - O Japão e a Coreia do Sul assinaram nesta segunda-feira um acordo preliminar para compartilhar e salvaguardar informações sigilosas sobre as atividades nucleares e de mísseis da Coreia do Norte, uma medida que já provocou revolta em parlamentares da oposição em Seul.

A expectativa inicial era que a assinatura do Acordo Geral de Segurança de Informação Militar ocorresse em 2012, mas os sul-coreanos a adiaram por oposição doméstica contra a conclusão de tal pacto de segurança com o Japão, uma ex-potência colonial.

O Ministério das Relações Exteriores japonês informou em comunicado que os debates da terceira rodada das conversas chegaram a um entendimento e que aconteceu uma assinatura provisória.

As discussões irão continuar antes da assinatura definitiva, que a agência de notícias Kyodo disse poder ocorrer até o final de novembro.

A reclusa Coreia do Norte, que ainda está tecnicamente em guerra com o Sul porque o conflito transcorrido entre 1950 e 53 terminou com uma trégua, não um tratado de paz, realizou sucessivos testes nucleares e de mísseis em desafio a resoluções e sanções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Os laços de Tóquio e de Seul, afetados por uma disputa territorial e a agressão militar passada do Japão, melhoraram depois que os dois países chegaram a um acordo histórico em dezembro do ano passado para resolver as questões das meninas e mulheres coreanas que foram obrigadas a trabalhar em bordéis japoneses durante a guerra.

(Por Elaine Lies)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos