Mercados acionários chineses recuam após queda em commodities

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário chinês recuou nesta terça-feira, interrompendo três pregões seguidos de ganhos, com investidores realizando lucro em ações de matéria-prima após uma queda no mercado futuro de commodities do país.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, ficou praticamente estável, a 3.429 enquanto o índice de Xangai caiu 0,1 por cento, para 3.206 pontos.

Além da queda nas commodities na China, o enfraquecimento do iuan chinês também ajudou o clima de cautela, embora possa impulsionar as exportações.

O mercado acionário no restante da Ásia também foi pressionado em meio a um dólar mais forte e à alta do rendimento dos títulos públicos norte-americanos, conforme investidores preveem inflação mais forte nos Estados Unidos em meio a expectativas de política fiscal expansionista sob a gestão de Donald Trump na Presidência.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, caía 0,15 por cento por volta das 9h15.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,03 por cento, a 17.668 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,46 por cento, a 22.323 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,11 por cento, a 3.206 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, recuou 0,01 por cento, a 3.429 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,35 por cento, a 1.967 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,10 por cento, a 8.931 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,37 por cento, a 2.797 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,37 por cento, a 5.326 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos