Alemanha está alarmada com possível interferência russa em eleição, diz agência

BERLIM (Reuters) - As autoridades da Alemanha estão extremamente temerosas de que a Rússia possa tentar interferir na eleição nacional do país no ano que vem, ecoando preocupações expressadas por autoridades nos Estados Unidos durante a eleição presidencial do país.

Hans-Georg Maassen, diretor da agência de inteligência doméstica BfV, citou o caso de grande repercussão do ano passado de uma jovem russa de Berlim que a mídia russa relatou ter sido sequestrada e estuprada por imigrantes, uma alegação refutada mais tarde pelo governo alemão.

"Isso poderia acontecer novamente no ano que vem, e estamos alarmados", disse Maassen em uma entrevista à Reuters na terça-feira.

"Temos a impressão de que isso é parte de uma ameaça híbrida que procura influenciar a opinião pública e os processos de tomada de decisão."

A chanceler alemã, Angela Merkel, manifestou preocupações semelhantes na semana passada, afirmando haver sinais de ataques na internet e de campanhas de desinformação da Rússia.

Maassen disse que é importante expor publicamente tais campanhas. "Quando as pessoas percebem que a informação que estão obtendo não é verdadeira... as mentiras tóxicas perdem sua eficácia."

Na véspera da eleição presidencial da semana passada, autoridades de inteligência dos Estados Unidos alertaram para uma campanha para minar a credibilidade da votação que acreditaram ter tido apoio do governo da Rússia. As autoridades de Moscou negaram tal iniciativa.

(Por Andreas Rinke e Andrea Shalal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos