Twitter suspende contas de membros de movimento de extrema direita, diz jornal

(Reuters) - O Twitter suspendeu várias contas ligadas a um grupo pouco organizado que adota ideologias de extrema direita, conhecido como movimento alt-right, incluindo nacionalismo branco, noticiou o jornal USA Today.

Os perfis suspensos pelo Twitter, que tem sido criticado por não interromper comportamentos abusivos em sua plataforma, incluem o de Richard Spencer, que diz que quer que negros, asiáticos, hispânicos e judeus sejam removidos dos Estados Unidos, noticiou o jornal nesta quarta-feira.

O movimento alt-right veio à tona durante a campanha presidencial dos Estados Unidos, especialmente após o candidato republicano Donald Trump ter acrescentado Steve Bannon a seu time de campanha.

Bannon, que foi nomeado estrategista-chefe da Casa Branca, já liderou o Breitbart News, site que era considerado a voz do movimento alt-right.

"Estou vivo fisicamente, mas digitalmente houve um esquadrão de extermínio por todo o alt-rigth", disse Spencer, que tem uma conta verificada no Twitter, em um vídeo postado no YouTube intitulado "O Cavaleiros das Facas Longas", em resposta à suspensão.

A mudança da rede social, que não respondeu imediatamente a pedidos de comentários, ocorreu após seu anúncio feito na terça-feira de que atualizaria algumas ferramentas para combater melhor o ciberbullying.

(Por Rishika Sadam)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos