UE planeja triagem online de viajantes dispensados de visto

BRUXELAS (Reuters) - Milhões de turistas e viajantes de negócios em visita à Europa terão que passar por uma triagem de segurança online de 5 euros antes de chegarem se um plano da União Europeia para aumentar os controles sobre estrangeiros dispensados de visto for aprovado.

O sistema, que a Comissão Europeia, o braço executivo do bloco, deve endossar nesta quarta-feira, serviria para comparar os documentos de identidade e detalhes de residência dos viajantes com uma variedade de bancos de dados de segurança e de crime da UE.

Após os ataques do Estado Islâmico na França e na Bélgica e da chegada maciça e caótica de imigrantes e refugiados à Grécia, o executivo da UE espera que a triagem possa cobrir brechas em suas fronteiras e com isso deter militantes violentos, criminosos e aspirantes a imigrantes ilegais.

A medida afetaria cidadãos de cerca de 60 países que podem visitar o Espaço Schengen para viagens curtas sem ter que solicitar um visto antes, entre eles norte-americanos, japoneses e – dependendo dos arranjos que Londres negociar para se separar da UE – possivelmente britânicos também.

O esquema, que precisa de aprovação dos governos e do Parlamento Europeu, pretende usar a própria taxa de solicitação como fonte de financiamento. A Comissão estima seus custos de implementação em cerca de 200 milhões de euros e as despesas anuais em 85 milhões de euros.

(Por Alastair Macdonald)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos