Bolívia recorre contra retirada de pontos pela Fifa nas eliminatórias da Copa de 2018

(Reuters) - A Bolívia recorreu da sanção da Fifa que retirou pontos retirados das eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, pela escalação de um jogar inelegível em duas partidas.

A Fifa concedeu vitórias por 3 x 0 sobre a Bolívia para o Chile e Peru em decisão em 1° de novembro, após a Bolívia incluir Nelson Cabrera, nascido no Paraguai, em sua equipe para os jogos das eliminatórias.

A Bolívia havia vencido o Peru por 2 x 0 em La Paz em 1o de setembro e empatado com o Chile em 0 x 0 cinco dias depois em Santiago.

"A Fia nunca investigou ou agiu de acordo com sua própria vontade, e sim a pedido e instâncias de partes que pediam sanções", informou a Federação Boliviana de Futebol (FBF) em comunicado.

"(A Fifa) beneficiou com pontos e gols que eles nunca obtiveram na competição esportiva."

O Chile recuperou dois pontos e o Peru três, enquanto a Bolívia perdeu quatro.

A FBF disse que a decisão da Fifa "também afeta outras federações não envolvidas no processo, aumentando a injustiça da decisão".

Sob regras da Fifa, jogadores só podem competir por outro país caso tenham morado e jogado no país por cinco anos.

Cabrera havia jogado pelo Paraguai em amistoso, o que não seria problema, mas ele se mudou para a Bolívia há quatro anos.

(Reportagem de Javier Leira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos