Hamas coíbe venda de cartões SIM israelenses em Gaza

GAZA (Reuters) - As autoridades do Hamas em Gaza estão tentando impedir a venda e distribuição de cartões SIM pré-pagos de operadoras de celular israelenses, argumentando que os cartões representam riscos econômicos e de segurança e permitem que os usuários acessem conteúdos "imorais".

Autoridades dos Ministérios de Telecomunicações e do Interior da Palestina, que são supervisionados pelo Hamas, o grupo islâmico que controla Gaza, disse que sempre houve restrições sobre o uso no território dos cartões SIM israelenses, mas agora eles estão determinados a eliminá-los completamente.

Cartões das duas maiores provedoras israelenses, Cellcom e Partner, podem ser encontrados à venda por debaixo dos panos em quiosques e lojas em partes de Gaza, trazidos por homens de negócios e comerciantes que retornam de viagens à Israel.

"Estas empresas não são registradas em áreas palestinas e, portanto, não podemos permitir que operem", disse o diretor de licenciamento do Ministério de Telecomunicações de Gaza, Zeyad Al-Sheikh Deeb, à Reuters. "Elas representam uma competição injusta para empresas nacionais e prejudicam nossa economia".

A Partner Communications disse que não tinha atividades comerciais em Gaza, ressaltando que os cartões pré-pagos são comprados de distribuidores independentes em Israel. A Cellcom disse que não vende produtos em Gaza.

Nenhuma das empresas opera em Gaza, onde a empresa palestina Jawwal, controlada pela PalTel, opera a única rede. Mas como a Partner e a Cellcom têm torres ao lado da fronteira em Israel, seus sinais de 3G e 4G podem ser alcançados em partes do território que são próximas à fronteira ou estão em regiões altas. O sinal da Cellcom é considerado mais confiável, tornando seus cartões mais populares.

(Por Nidal al-Mughrabi; reportagem adicional Steve Scheer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos