Mais 10 medalhistas em Pequim são desclassificados por doping após novos testes

ZURIQUE (Reuters) - Mais 10 atletas, em maioria de levantamento de peso e luta olímpica, tiveram suas medalhas dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, retiradas após falharem em novos testes de doping de amostras prévias, informou nesta quinta-feira o Comitê Olímpico Internacional (COI).

Eles estão entre um total de 16 atletas citados na leva mais recente de desclassificação dos Jogos.

Um total de 98 amostras voltaram positivas para substâncias banidas em re-testes dos Jogos de 2008 e 2012, à medida que o COI tenta eliminar fraudes.

Os atletas citados nesta quinta-feira incluem três medalhistas de prata, sendo eles o russo Khasan Baroev, na luta greco-romana categoria 96-120 quilos, Vitaliy Rahimov do Azerbaijão na luta greco-romana categoria 55-60 quilos e a levantadora de peso cazaque Irina Nekrassova.

Também estão incluídos quatro medalhistas de bronze no levantamento de peso: os russos Khadzhimurat Akkaev e Dmitry Lapikov, a cazaque Mariya Grabovetskaya e a ucraniana Natalya Davydova.

Dois atletas medalhistas de bronze, o ucraniano Denys Yurchenko, do salto com vara, e a grega Chrysopigi Devetzi, do salto triplo, foram desclassificados ao lado do cazaque Asset Mambetov, que participou das competições de luta greco-romana.

O COI armazena amostras por uma década para testá-las com novos métodos ou analisar substâncias que melhoram a performance e que ainda não haviam sido identificadas.

(Reportagem de Pritha Sarkar)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos