Merkel mantém silêncio sobre 4º mandato, apesar de elogios de Obama

BERLIM (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chamou a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, de uma aliada, segundo ele, "notável" nesta quinta-feira e disse que ela poderia ter o seu apoio se ele fosse um cidadão alemão e se ela decidir disputar um quarto mandato como líder da maior economia europeia.

Merkel, que muitos esperam que vai se candidatar de novo, não revelou o seu futuro, apesar das palavras de apoio de Obama. Ela disse que vai anunciar a sua decisão no momento apropriado, e que esse momento não era hoje.

"A chanceler Merkel tem sido uma parceira notável”, afirmou Obama à imprensa em Berlim, quando perguntado se ele gostaria que ela se candidatasse de novo. Ele elogiou a integridade da chanceler e os valores chaves que eles compartilhavam.

Merkel afirmou na entrevista conjunta que era difícil dizer adeus para Obama depois da parceira próxima dos últimos oito anos.

“A despedida é difícil para mim”, afirmou ela, antes de acrescentar que a Constituição norte-americana limitava o tempo do presidente no cargo em oito anos e que ela tinha que aceitar isso.

A expectativa é que Merkel, no poder desde 2005, anuncie no domingo se ela vai disputar o cargo de chanceler de novo nas eleições do ano que vem, disse na quarta-feira o grupo de comunicação Redaktionsnetzwerk Deutschland.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos