Obama diz esperar que Trump enfrente Rússia quando necessário

BERLIM (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira esperar que o presidente eleito Donald Trump possa enfrentar a Rússia quando necessário, e adote uma aproximação construtiva para cooperar com Moscou quando os interesses estejam alinhados.

"Para que nós possamos solucionar muitos grandes problemas ao redor do mundo, está em nossos interesses trabalhar com a Rússia", disse Obama durante entrevista coletiva com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

"Minha esperança é que o presidente eleito adote uma aproximação similarmente construtiva, encontre áreas onde possamos cooperar com a Rússia, onde nossos valores e interesses se alinhem, mas que o presidente eleito também esteja disposto a enfrentar a Rússia quando ela se desviar de nossos valores e normais internacionais", afirmou Obama.

Ele acrescentou que é importante que sanções impostas contra a Rússia por ações no leste de Ucrânia continuem em vigor até que Moscou cumpra o acordo de paz de Minsk.

Obama, perguntado se pensa que Merkel deveria se candidatar ao quarto mandato como chanceler, disse considerá-la uma excelente líder e que votaria em Merkel caso fosse um cidadão alemão.

(Reportagem de Madeline Chambers, Paul Carrel, Joseph Nasr e Andrea Shalal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos