Trem para Machu Picchu retoma serviço depois de protestos

LIMA (Reuters) - A PeruRail, companhia que leva centenas de milhares de turistas estrangeiros às ruínas de Machu Picchu todo ano, retomou seu serviço que havia sido suspenso nesta quinta-feira por ameaça de protestos violentos.

Manifestantes vão parar de bloquear trilhas para uma das atrações turísticas mais populares na América do Sul por pelo menos 10 dias, disse a PeruRail em comunicado.

Um grupo, conhecido como Frente Única para Defender Machu Picchu, começou a protestar na área anteriormente nesta semana, pedindo serviços melhores.

"Empresas privadas não podem continuar empurrando peruanos e visitantes do mundo", disse o prefeito da cidade de Machu Picchu, David Gayoso García, em publicação no Facebook.

(Reportagem de Marco Aquino e Caroline Stauffer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos