USDA vê déficit menor no mercado de açúcar; estoques em mínima de 6 anos

NOVA YORK (Reuters) - O governo dos Estados Unidos reduziu acentuadamente nesta quinta-feira sua projeção para um déficit no mercado global de açúcar no atual ano safra 2016/17, mas disse que os preços ainda devem continuar altos, à medida que os estoques caem para uma mínima de seis anos e a demanda atinge uma alta recorde.

O déficit global de açúcar vai diminuir em 2016/17 para 2,6 milhões de toneladas, ante 6,7 milhões de toneladas na temporada anterior, previu o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) em um relatório bianual nesta quinta-feira. Isso fica abaixo da projeção de maio, de um déficit de 4,3 milhões de toneladas.

O déficit no mercado menor do que o esperado ocorre no momento em que a produção de importantes produtores, como Brasil e China, compensam a produção menor em outras.

"Apesar dos ganhos de produção em 2016/17, os baixos níveis dos estoques anunciam outro ano de reconstrução na oferta em meio aos fortes preços", disse o USDA no relatório, observando que o consumo está previsto para atingir uma máxima recorde de cerca de 174 milhões de toneladas.

Os preços de referência do açúcar bruto negociado na ICE subiram em um terço para cerca de 20 centavos por libra-peso no ano até agora, no momento em que o mundo entrava em seu primeiro déficit em seis anos no ano safra 2015/16 que vigorou até 30 de setembro.

Veja mais detalhes sobre a produção e consumo global na tabela em inglês.

(Por Chris Prentice)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))

    REUTERS LM RS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos