Novembro é mês mortal para imigrantes em travessias no Mediterrâneo, diz OIM

GENEBRA (Reuters) - Ao menos 365 imigrantes se afogaram nos últimos três dias em seis incidentes no Mediterrâneo, tornando o atual mês de novembro já seis vezes mais mortal do que novembro do ano passado, informou nesta sexta-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

"Isso é realmente uma calamidade à vista de todos", disse o porta-voz da OIM Leonard Doyle durante entrevista coletiva em Genebra. "Estamos vendo essas cenas realmente trágicas de botes de borracha indo para baixo das águas do Mediterrâneo no meio do inverno".

Os afogamentos mais recentes, em maior parte de pessoas da África Ocidental deixando a Líbia para a Itália, eleva o número de mortes de imigrantes no Mediterrâneo até o momento para 4.636, segundo Doyle.

Houve mil mortes a mais em novembro neste ano em comparação com o mesmo mês no ano passado, mesmo com cerca de metade das pessoas tentando chegar à Europa por mar, com cerca de 343.589 desembarques até o momento neste ano, contra 728.926 no ano passado, de acordo com números da OIM.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos