Estado Islâmico mata 12 combatentes sunitas e policiais ao sul de Mosul

TIKRIT (Reuters) - O Estado Islâmico matou sete combatentes tribais sunitas que apoiam o governo iraquiano e cinco policiais neste sábado, em uma cidade ao sul de Mosul, última grande fortaleza mantida por insurgentes no Iraque, segundo fontes da segurança local.

Os combatentes tribais e policiais foram baleados em dois postos de controle falsos, estabelecidos pelos insurgentes em Shirqat, cidade sunita entre Mosul e Bagdá.

O Estado Islâmico tem aumentado seus ataques a forças e autoridades opostas ao seu comando enquanto luta contra uma campanha militar pela retomada de Mosul, maior cidade em seu "califado" declarado em 2014 sobre partes do Iraque e da Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos