Presidente da Colômbia diz que está disposto a discutir no Congresso acordo de paz com as Farc

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou neste sábado que está disposto a discutir um novo acordo de paz assinado pelo governo com as Farc, como pedido pelo líder da oposição política, Álvaro Uribe, e deixou em aberto a possibilidade de referendar o pacto por meio do legislativo.

A posição do presidente colombiano, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz pelos esforços para acabar com um conflito de 52 anos que deixou 220 mil mortos, poderia facilitar um acordo que permita aprovar e implementar o novo pacto com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). No entanto, Santos disse que iria consultar os guerrilheiros sobre a proposta.

O governo tem maioria no Congresso, o que facilitaria a aprovação do acordo de paz e sua implementação.

O acordo inicial assinado pelo presidente colombiano com os guerrilheiros no fim de setembro foi rejeitado pelos colombianos em um plebiscito, o que impediu a sua implementação, que determinava que cerca de 7 mil combatentes rebeldes abandonariam as armas para formar um partido político.

Embora o acordo de paz não fará parte da constituição política, conforme solicitado pela oposição, Uribe mantém a sua crítica de que os chefes das Farc possam ocupar cargos por meio de eleição popular.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos