Descarrilamento de trem deixa ao menos 119 mortos na Índia e mais de 150 feridos

Por Rupam Jain

NOVA DÉLHI (Reuters) - Ao menos 119 pessoas morreram e mais de 150 ficaram feridas quando um trem expresso indiano descarrilou em Uttar Pradesh neste domingo, com o número de mortos podendo aumentar em meio a uma busca desesperada para localizar sobreviventes nos destroços.

Policiais disseram que há desaparecidos, enquanto as autoridades buscam determinar o que levou 14 vagões do trem, que viajava entre as cidades de Patna e Indore, de repente saírem dos trilhos em Pukhrayan.

Autoridades disseram que estão verificando o estado dos trilhos, mas precisam investigar mais antes de concluir a causa do descarrilamento, na mais mortal tragédia ferroviária da Índia desde que mais de 140 pessoas morreram em uma colisão em 2010 em Bengala Ocidental.

Em meio a cenas de desespero, os sobreviventes buscavam familiares e alguns tentavam entrar nos vagões danificados para resgatar parentes e pertences, disse a autoridade ferroviária Pratap Rai.

"Estamos usando todas as táticas para salvar vidas, mas é muito difícil cortar os vagões de metal", disse Rai no local do acidente.

O magistrado do distrito de Kanpur, Kaushal Raj Sharma, disse à Reuters que 119 pessoas foram confirmadas mortas, enquanto 78 dos feridos permaneceram no hospital, quatro deles em estado crítico.

O sistema ferroviário da Índia é o quarto maior do mundo. Onze mil trens circulam por dia, incluindo 7 mil trens de passageiros que transportam mais de 20 milhões de pessoas. Mas o sistema tem um histórico de segurança ruim, com milhares de pessoas morrendo em acidentes todos anos, em descarrilamentos e colisões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos