Fillon e Juppé disputam candidatura presidencial de conservadores na França; Sarkozy é derrotado

Por Richard Lough

PARIS (Reuters) - François Fillon desponta como favorito na campanha de cinco dias para o segundo turno da disputa primária dos conservadores para as eleições presidenciais da França contra o rival Alain Juppé, após uma votação de primeiro turno que eliminou o ex-presidente Nicolas Sarkozy da corrida.

Analistas de mercado dizem que o resultado amplia as incertezas sobre o resultado da eleição presidencial do ano que vem, possivelmente aumentando um risco remoto de vitória da líder da extrema-direita Marine Le Pen.

Mas, antes disso, Fillon disputará com o ex-primeiro-ministro Alain Juppé na segunda rodada das primárias, em 27 de novembro. Juppé tem apenas uma semana para impulsionar sua campanha e conquistar apoiadores dos outros candidatos derrotados no primeiro turno das primárias.

Com Fillon somente a 6 pontos de alcançar os 50 por cento necessários no primeiro turno, e com Sarkozy do seu lado, a disputa parece ser difícil para Juppé. No entanto, qualquer eleitor francês pode participar do segundo turno no domingo, o que pode representar um impulso para Fillon.

O vencedor da disputa interna dos conservadores muito provavelmente deve enfrentar a líder do partido Frente Nacional, Marine Le Pen, em um segundo turno da disputa presidencial.

Uma pesquisa de opinião da BVA realizada em setembro mostrava Fillon vencendo Le Pen por uma margem de 61 por cento dos votos contra 39 por cento, mas cenários em pesquisas de opinião recentes não colocaram Fillon contra Marine.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos