Forte terremoto atinge Japão; moradores de Fukushima são orientados a fugir de tsunami

TÓQUIO (Reuters) - Um forte terremoto atingiu o norte do Japão na terça-feira (horário local), informou a Agência Meteorológica do Japão, gerando um tsunami que atingiu a costa do Pacífico no norte do país.

O terremoto, sentido em Tóquio, teve magnitude preliminar de 7,3, foi centralizado na costa de Fukushima, a uma profundidade de cerca de 10 km, e ocorreu às 5h59, segundo a agência.

Um tsunami de até 1 metro foi observado na zona de Fukushima, disse a emissora pública NHK. A região é a mesma que foi devastada por um tsunami após um terremoto em 2011.

Um alerta de tsunami de até 3 metros foi emitido.

Uma mulher sofreu cortes na cabeça ao ser atingida por pratos que caíram, informou a agência de notícias Kyodo, citando funcionários do corpo de bombeiros.

A Tokyo Electric Power, conhecida como Tepco, disse em seu site que nenhum dano do terremoto foi confirmado em qualquer uma de suas usinas, embora tenha havido apagões em algumas áreas. A central nuclear de Fukushima Daiichi, da Tepco, causou o pior desastre nuclear do Japão quando foi varrida pelo tsunami de 2011.

A Tohoku Electric Power afirmou que não houve danos à sua usina nuclear Onagawa, enquanto a agência de notícias Kyodo informou que não havia irregularidades na usina nuclear Tokai Daini, em Ibaraki.

Os terremotos são comuns no Japão, uma das áreas mais sísmicas do mundo. O Japão é responsável por cerca de 20 por cento dos terremotos de magnitude 6 ou mais.

O terremoto de 11 de março de 2011 foi de magnitude 9, o mais forte já registrado no Japão. O enorme tsunami que veio a seguir causou a pior crise nuclear do mundo desde Chernobyl, 25 anos antes.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos inicialmente colocou o terremoto de terça-feira em uma magnitude de 7,3, e depois o rebaixou para 6,9.

(Por Yuka Obayashi e William Mallard, reportagem adicional de Chris Gallagher, Jon Herskovitz e Aaron Sheldrick)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765)) REUTERS TR

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos