Klinsmann é demitido do comando da seleção dos EUA

Por Frank Pingue

(Reuters) - Juergen Klinsmann foi demitido do cargo de técnico da seleção de futebol dos Estados Unidos após derrotas consecutivas durante a fase de classificação para a Copa do Mundo de 2018, anunciou a federação norte-americana nesta segunda-feira.

Klinsmann tinha contrato até 2018, mas seu futuro na equipe foi colocado em dúvida depois de derrotas recentes neste mês que deixaram em perigo as esperanças dos EUA de qualificação para a próxima Copa do Mundo.

O sucessor de Klinsmann não foi nomeado, mas há especulações de que Bruce Arena, do Los Angeles Galaxy, que treinou a seleção dos EUA de 1998 a 2006, está na fila para assumir.

"Hoje tomamos a difícil decisão de nos despedirmos de Juergen Klinsmann, nosso treinador da seleção masculina dos Estados Unidos e diretor técnico", disse o presidente da federação, Sunil Gulati, em comunicado. "Queremos agradecer a Juergen pelo seu trabalho árduo e empenho durante estes últimos cinco anos."

O ex-técnico da seleção alemã, de 52 anos, e atacante vencedor da Copa do Mundo estava no comando da equipe dos EUA desde 2011, quando substituiu Bob Bradley e deveria dar início a mudanças transformadoras.

Os Estados Unidos ainda podem garantir uma vaga na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, mas uma goleada sofrida por 4 x 0 para a Costa Rica, que ocorreu após uma derrota de 2 x 1 diante do México, deixou o time na última posição nas eliminatórias da Concacaf.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos