Suíça abre investigação criminal contra funcionário da Trafigura no caso Petrobras

ZURIQUE/LONDRES (Reuters) - Promotores federais da Suíça abriram investigação criminal contra um empregado da empresa de commodities Trafigura [TRAFGF.UL] como parte de uma ampla investigação sobre suspeita de corrupção na Petrobras , disse a Procuradoria-Geral suíça nesta segunda-feira.

A Procuradoria não identificou o suspeito.

"Eu posso confirmar que a Procuradoria Geral abriu uma investigação criminal contra um empregado da companhia a qual você se refere", disse uma porta-voz em resposta por email a uma solicitação de reportagem sobre tal investigação contra um ex-executivo sênior da Trafigura.

"Essa investigação é parte do processo do complexo Petrobras."

Promotores suíços abriram cerca de 60 investigações criminais no caso desde abril de 2014, dos quais quatro são contra companhias, disse a porta-voz.

Uma porta-voz da Trafigura disse que a empresa "não foi procurada por autoridades suíças em relação a essas alegações", sem fazer outros comentários.

Quase 200 executivos e ex-políticos foram acusados no inquérito da Petrobras e 83 foram declarados culpados. Procuradores buscam 12 bilhões de dólares em danos.

(Por Michael Shields e Julia Payne)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos