Opep debaterá corte de produção de até 4,5%, mas Iraque e Irã hesitam

VIENA/DUBAI (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) debaterá um corte de 4 a 4,5 por cento para todos os seus membros, exceto Líbia e Nigéria, na próxima semana, mas o sucesso do acordo depende do Iraque e do Irã, que estão longe de dar seu apoio total.

Três fontes da Opep disseram à Reuters que um grupo de especialistas da organização decidiu em Viena nesta terça-feira recomendar que uma reunião ministerial na próxima semana debata uma proposta da Argélia para reduzir a produção em 4 a 4,5 por cento.

Mas fontes também disseram que os representantes do Irã, do Iraque e da Indonésia manifestaram reservas quanto ao seu nível de participação no acordo proposto.

(Reportagem de Alex Lawler e Rania El Gamal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos