Coreia do Sul e Japão assinam acordo de compartilhamento de inteligência contra ameaça do Norte

SEUL (Reuters) - A Coreia do Sul e o Japão assinaram um pacto de inteligência militar nesta quarta-feira para compartilhamento de informações confidenciais sobre a ameaça representada pela atividade nuclear e de mísseis da Coreia do Norte, informou o Ministério da Defesa do Coreia do Sul.

O governo da Coreia do Sul seguiu com o acordo apesar da oposição de alguns partidos políticos e de uma ampla parte da população, que ainda ressente as ações japonesas durante o regime colonial da Coreia de 1910 até o final da Segunda Guerra Mundial.

A assinatura do Acordo de Segurança Geral de Informação Militar era inicialmente esperado para 2012, mas a Coreia do Sul adiou por conta da oposição doméstica.

A necessidade dos vizinhos juntarem inteligências aumenta à medida que a Coreia do Norte testa diferentes tipos de mísseis em ritmo mais rápido e diz ter capacidade de montar uma ogiva nuclear em um míssil.

Em Pequim, apoiador mais importante da Coreia do Norte apesar da fúria chinesa pelos testes nucleares e de mísseis, o Ministério das Relações Exteriores disse que o acordo irá aumentar as tensões na península coreana.

"Isto irá acrescentar um elemento inseguro e instável ao nordeste da Ásia", disse o porta-voz do ministério, Geng Shuang, durante entrevista coletiva diária.

(Reportagem de Ju-min Park; Reportagem adicional de Ben Blanchard, em Pequim)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos