Temer diz que acidente aéreo com Chapecoense é "fato tristíssimo"

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer classificou nesta terça-feira como um "fato tristíssimo" o acidente aéreo que matou mais de 70 pessoas na Colômbia, tendo entre as vítimas diversos jogadores do Chapecoense e jornalistas.

"A única coisa que poderíamos fazer, lamentavelmente... era tomar providências no governo federal, a fim de dar apoio às famílias, especialmente, que se enlutaram neste momento", afirmou o presidente durante evento em Brasília.

Segundo ele, a Aeronáutica já havia colocado à disposição aviões para levar os familiares e o Itamaraty trabalhará para liberar os corpos das vítimas.

Temer disse ainda que o governo tem combatido "uma grande recessão" e ressaltou a importância da responsabilidade fiscal. Nesta tarde, está prevista a votação em primeiro turno no Senado da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos.

(Reportagem de Leonardo Goy; Texto de Patrícia Duarte)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos