Político de Aleppo pede passagem segura para moradores fugirem da guerra síria

Por John Irish

PARIS (Reuters) - O presidente do conselho local de Aleppo implorou nesta quarta-feira para que se suspenda um ataque do governo da Síria no leste para se criar um corredor seguro destinado à saída dos civis da cidade sitiada.

"Os civis estão pedindo ao mundo que ajude. Em nome da humanidade, deixem os civis saírem da cidade. Ajudem os civis! Protejam os civis!", disse Brita Hagi Hasan em uma entrevista à imprensa realizada com o ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Marc Ayrault.

Ele pediu o estabelecimento imediato de corredores seguros para que os estimados 250 mil civis partam da cidade.

O Exército sírio e seus aliados anunciaram a captura de um grande trecho do leste de Aleppo dos rebeldes no início da semana, um ataque que ameaça aniquilar a oposição em seu bastião urbano mais importante.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos disse nesta quarta-feira que o governo de Damasco deteve centenas de pessoas que a ofensiva forçou a fugir de áreas controladas pelos rebeldes no leste da localidade.

Hasan, que não conseguiu voltar a Aleppo desde que deixou a cidade, disse que dezenas de civis foram mortos nesta quarta-feira quando bombas-barril foram lançadas por forças do governo. Ele acrescentou que os rebeldes estão retaliando em áreas de Aleppo ocidental.

"O regime está ocupando algumas áreas (novas) de Aleppo. Temos indícios documentados, provas de execuções e represálias", afirmou, acrescentando que homens de menos de 40 anos de idade em particular estão sendo visados.

A França, que apoia a oposição ao presidente sírio, Bashar Al-Assad, pediu uma reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) ainda nesta quarta-feira, e o chanceler Ayrault disse que a comunidade internacional não pode fazer vista grossa "aos massacres".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos